Pensamentos

Meu Mel…

Mari Mel

Mel, Melzito, Melxisto, Meu Mel…

Ainda lembro de você no meio dos poodles, naquele pet shop de Curitiba. E da sua casa provisória na lavanderia da minha tia. Também lembro da sua primeira viagem rumo à São Bernardo e da cara de bravo do meu pai ao ver o que eu e minha mãe tinhamos aprontado – Você!

Você foi a minha primeira rebeldia de pré-adolescente, do alto dos meus 12 anos de idade. E depois disso, você foi o meu companheiro durante quase 17 anos de muitas alegrias, lambidas e também mordidas. Pois não vou esconder, você era bem bravinho e eu adorava te provocar.

Meu irmão lembra bem quando você fugiu da casa da minha vó em Lins, ele sempre conta essa história. E não é por menos, você voltou com os dentinhos grudados na mão dele. Eita braveza! Acho que você herdou essa personalidade forte de mim.

E já que eu nunca escondi nada de você, admito que eu tive ciúme quando você escolheu meu pai como dono. Você gostava mais dele do que de mim! Mas eu te perdoo, porque ele é um cara legal mesmo, e cuidou muito bem de você até o fim.

Você lembra das nossas brincadeiras com os outros cachorros do prédio? E de quando eu pintei as pontinhas do seu pelo com caneta hidrográfica azul turquesa? E das chuquinhas que eu colocava no seu pelo? Você não foi só meu cachorro, mas também minha boneca!

Lembro das vezes que eu abria a porta do meu quarto (aquela que dava pra lavanderia, onde você dormia) pra você entrar no meio da noite, e eu poder te abraçar como um ursinho de pelúcia. Mas você acabava fazendo xixi no meu cobertor e me arrumava a maior confusão!

E por falar em dormir, como você roncava, hein! Nossa! Acho que é por isso que você se identificava tanto com meu pai, hehehe.

Só você para me fazer rir, mesmo com tanta tristeza no meu coração.

Mel, saiba que você foi e sempre será parte de mim e da minha história. E eu sempre vou te levar comigo no meu coração. Te amo!

Mari.

7 comentários em “Meu Mel…

  1. Bom dia, Mari!

    Que lindo e emocionante texto.Acabei lembrando, com saudade, de todos os bichinhos que passaram por minha vida.A parte do seu irmão me relembrou das mordidas do Theo, meu primeiro hamster.Ele sempre fazia isso quando eu o tirava da gaiola para a faxina.Na primeira vez, tomei um susto e o joguei para o alto.Minha sorte foi que ele caiu dentro do tanque cheio de água…rsrsrs.O Yankee, meu pastor com husky, que era extremamente dócil e o cão mais lindo que já vi na vida.
    Tive uma Mel recentemente, gatinha que trouxe do interior.Mas foi envenenada por uma vizinha maldosa.Fiquei muito sentido pela perda e principalmente por causa da ruindade de alguém que nem deveria ser considerado ser humano.
    Guarde mesmo com carinho esses momentos especiais ao lado de seu amiguinho.Uma amizade verdadeira assim nunca deve ser esquecida.

    Um forte e carinhoso abraço desse seu amigo aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s